O Público vai ao Teatro - Clube dos Críticos

O Clube dos Críticos, constituído pela turma 4º G da Escola EB1 São José, fez parte do projeto “O Público vai ao Teatro” do Teatro Meia Volta e Depois à Esquerda Quando eu Disser​.

Foi desenvolvido em co-produção com o Teatro São Luiz e em parceria com o Agrupamento Passos Manuel e a Escola Superior de Educação de Infância Maria Ulrich​.

Ao longo do ano letivo, os alunos desta turma tiveram oportunidade de assistir a várias peças teatrais no Teatro São Luiz, de contactar com atores e outros elementos da equipa técnica do projeto e desenvolver muitas tarefas que visavam o desenvolvimento e a expressão do espírito crítico.

Aqui podem conhecer melhor as várias fases deste projeto (apresentação utilizada nas Jornadas Pedagógicas TEIP 2019/21).

A última fase do projeto previa a realização de uma Gala do Clube dos Críticos a realizar no Teatro São Luiz. Como tal, não foi possível, devido à pandemia Covid 19, todos se empenharam na construção de uma Gala Virtual. Todos podem assistir!

"Let's build a bridge between generations"

Este projeto, que representa uma parceria Erasmus entre cinco países (Portugal, Polónia, Bulgária, Chipre e Turquia), celebra uma amizade crescente e uma cooperação nascida de muitas horas de comunicação.

GENERATIONS, o acrónimo do projeto, que tem, como prioridade, o valor social e educativo da herança cultural, numa dimensão europeia, promove a criação de uma rede de cooperação entre jovens e seniores o que poderá ser uma mais-valia para ambas as gerações.

É nossa convicção que a aprendizagem mútua pode oferecer oportunidades de inclusão social e de desenvolvimento contínuo de pessoas de todas as idades com diferentes aptidões e competências.

Os projetos de dimensão social e humana, como este, implicam cidadania ativa, forte espírito de iniciativa, interação com a comunidade e adaptação ao contexto local.

Roteiros Open School e outras atividades

No âmbito deste projeto Erasmus, o diálogo intergeracional foi desenvolvido através de uma atividade de imersão cultural e mapeamento de memórias do Bairro, intitulado Roteiros Open School, o que permitiu conhecer profissões em vias de desaparecimento.

Seguiram-se os workshops Share your Passion que nos proporcionou contactar com vários artesãos. Destes, destaca-se o Senhor Rufino, de 85 anos, com quem muito aprendemos na sua Latoaria Maciel (Bairro Alto).

Realizou-se também a atividade Lisboa Heroes Hunt que consistiu em:

  • Identificação de património e marcos histórico-culturais de heróis nacionais: Marquês Pombal, Vasco da Gama, Luís de Camões e Fernando Pessoa, elegendo para o eBook Superheroes Siza Vieira e Passos Manuel (patrono da Escola);
  • Identificação de tributos aos seniores no Largo do Trigueiro, Alfama e Mouraria;
  • Realização de Oficinas cujo objetivo foi contactar com “heróis do Bairro”, de entre os quais escolhemos para o eBook Superheroes Amália Vaz, costureira com ateliê aberto e com forte ligação social à comunidade no Bairro da Mouraria;
  • Realização de workshops Tell me your story identificados no Projeto de Atividades do Agrupameto como Há Vidas que contamEstes workshops consistiram numa série de entrevistas, dentro e fora da família, ouvindo relatos de episódios e de narrativas de vida que, de alguma forma, nos inspiram (ex: bisavós, avós, tios, moradores/cidadãos ativos).

Agenda Sénior 2020

Esta ação, também inserida no projeto Erasmus Let’s build a bridge between generations, inclui uma agenda de cooperação entre a Escola EBS Passos Manuel e a Universidade Sénior Unisaber (USU) com vista à promoção do diálogo intergeracional.

Entre Gerações, designação atribuída pela USU, já incluiu a realização de vários workshops:

  • Let’s do it together, no âmbito da alimentação saudável, (junho 2019)
  • Internet not such a devil (novembro 2019)
  • Exchange fair/Feira de Trocas & Chocolat Fest (janeiro 2020).

A Feira de Trocas, realizada em janeiro, foi o nosso último encontro presencial.

(Nesta ocasião, a produção que mais orgulhou os alunos  foi uma cianotipia da fachada da Escola, realizada no âmbito do Clube de Ciência, assinada e emoldurada, oferecida, pela sua simpatia, à  Diretora da USU, Natalina Rodrigues.)

O projeto foi interrompido devido à situação da COVID-19. Entre outras, foram canceladas e/ou adiadas as seguintes atividades: Roteiro À descoberta de Lisboa, Aula de Ioga (março 2020), Plano de Aula/Workshop Google Apps (maio), Prova Cega de Águas (junho).

Na comunicação virtual estabelecida durante o confinamento, foram partilhadas informações e desafios, nomeadamente, o Jogo STOP Contágio, Aulas de Chi Kung, além da divulgação da oferta cultural de museus.

Aguardam-se decisões por parte da Agência Nacional (AN) dos vários países parceiros, assim como o evoluir das regras de desconfinamento.

Até breve!

 

Participação nos Concursos do Projeto "Nós Propomos!"

No âmbito do projeto Nós Propomos! Cidadania e Inovação na Educação Geográfica, promovido pelo Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), a nossa Escola participou em dois concursos com a apresentação de dois projetos.

Um dos projetos foi realizado por um grupo de alunos do 11º C: Hélder, Leslie, Ludgero e Rúben. Baseou-se num estudo de caso focado num problema que muito afeta as nossas cidades: a mobilidade e os problemas de estacionamento. Pelo facto de a nossa Escola estar localizada na Freguesia da Misericórdia, esta serviu de base ao projeto apresentado.

O outro projeto, enviado para o concurso de desenho, fez uma abordagem ao problema das alterações climáticas e da ação climática. O trabalho intitulado “A revolta climática” foi realizado pelo aluno do 11.º F, Miguel S., do Curso Profissional de Turismo, tendo obtido um honroso 2º lugar (em cerca de 100 trabalhos a concurso).

PARABÉNS ao Miguel pelo excelente desempenho e qualidade artística! No trabalho apresentado, conseguimos observar a sua preocupação face a um dos problemas que afeta, na atualidade, a “nossa casa” – o Planeta Terra.

 

Conversas Não Descartáveis promovidas pela Acadenia Lixo Zero

No dia 21 de maio, a Academia Lixo Zero convidou alunos do 3.º Ciclo e do Secundário a participar numa conversa subordinada ao tema  Ambiente e Humanidade – Como vês o teu futuro?

Aqui fica a divulgação da versão podcast das Conversas Não Descartáveis — uma iniciativa da #academialixozero. Esta pretendeu estimular mais reflexão e discussões saudáveis e fundamentais perante os desafios e oportunidades do presente e do futuro – a literacia ecológica, a responsabilidade partilhada vista de todos os ângulos que nos apetecer explorar!

Fica também o convite para continuarem a acompanhar o Canal de SoundCloud.

 

Dia Mundial da Língua Portuguesa

O dia 5 de maio foi instituído como o Dia Mundial da Língua Portuguesa.

O português é, atualmente, falado por mais de 260 milhões de pessoas distribuídas pelos cinco continentes, ou seja, 3,7% da população mundial.

É a língua oficial dos nove países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) e Macau, bem como, a língua de trabalho oficial de um conjunto de organizações internacionais como a União Europeia, a União Africana ou o Mercosul.

No sentido de promovermos a Literatura Portuguesa, a Biblioteca Escolar lançou o desafio a alunos e professores para que nos enviassem uma foto com um livro de um autor português, a que muitos corresponderam.

Aqui fica o apelo: leiam os nossos autores e divulguem a nossa língua, reflexo de povos, a sua história e a sua cultura.

 

Clube da cidadania Horta Pedagógica

Este projeto vai desenvolver-se no âmbito do Plano Anual de Atividades do Agrupamento de Escolas Passos Manuel. As atividades irão desenvolver-se entre o mês de setembro e o final do ano letivo.

Através da exploração e descoberta de atividades inerentes a uma “horta pedagógica”, pretende-se estimular a cooperação, autonomia e criatividade dos alunos e sensibilizá-los para a importância da educação alimentar e ambiental.

A Escola: um universo simbólico

O edifício da escola sede do Agrupamento Passos Manuel, Liceu Passos Manuel, é um espaço grande e espalhado por três edifícios, o que  dificulta a localização das salas e/ou serviços. Quem chega perde-se. E se a ideia de nos perdermos pode ser aventura e, por isso, coisa desafiadora e boa, é também, para quem chega pela primeira vez, motivo de ansiedade e de medos. E se a escola é “minha” eu não me posso perder e tenho de saber percorrer todo o espaço sem hesitações e com confiança.

A escola Passos Manuel é também uma escola multicultural que deseja ser inclusiva, ou seja, que deseja acolher cada um e cada uma nas suas diferenças e com as suas diferenças. Incluir é acrescentar. Juntar a uma visão todas as visões do mundo, a um sonho todos os sonhos do mundo, a um símbolo todos os símbolos do mundo.

A escola Passos Manuel precisava de uma sinalética (conjunto de sinais) do seu espaço que todos percebessem e para que ninguém se perdesse.

Este era o desafio: como criar uma sinalética que se dirigisse a cada um e a todos? Um conjunto de sinais que não transportasse consigo um único sentido e um exercício de poder na comunicação que iria estabelecer-se através deles? Uma sinalética que cada um com as suas diferenças pudesse vir a integrar?

Eu tinha duas opções: símbolos ou signos? Design gráfico ou pintura?

E pensei:

Uma ilustração gráfica de interpretação rápida, pronta a consumir, reduz o espectador a um mero utilizador dum espaço público que pode nunca vir a pertencer-lhe. Os símbolos gráficos de, por exemplo, sinais de trânsito ou elevadores de um centro comercial têm, unicamente, uma função utilitária e branqueia todas as nossas diferenças. O que importa é chegar rapidamente a todos como se todos fossem um. Perante um sinal de Stop, portugueses, nigerianos, japoneses, nepaleses, franceses, etc., sabem, de imediato, que devem parar. Por outro lado, um símbolo / sinal gráfico ilustra, claramente, uma relação de poder na comunicação. Quem o desenhou e determinou obriga todos a uma descodificação rápida e única do sinal apresentado.

Depois, pensei na função da arte no desenvolvimento da consciência humana (como diz o John Berger) e no poder das imagens sobre o desenvolvimento do pensamento.

E pensei na Escola – lugar de pensamento, signos, símbolos, interpretações, viagens e peregrinações. Lugar onde a lua é marés, eclipse, metáforas.

Depois, foi fácil concluir:

Uma interpretação visual  que não dê lugar às diferentes viagens da imaginação não se coaduna com o universo simbólico que uma escola transporta.

Terá de ser uma sinalética, um conjunto de sinais, que seja simultaneamente um exercício da imaginação, da reflexão e da memória. Um exercício para o qual cada um traz o seu mundo, todas as sua possibilidades, todas as suas visões.

E foi esta a minha opção: que a imaginação, a reflexão e o exercício da memória não se percam e que o sinal transporte sempre consigo a força do signo.

sala de aula = céu

O que diz a tua imaginação?

Que conclusões tiras com a tua reflexão sobre “sala de aula” e “céu” poderem estar associados?

 

 De: Ana Carla R. G.

Há Ciência no Passos! - Ciência em Construção

Na sociedade atual é fulcral aprender ciência através de uma abordagem baseada na curiosidade, na pesquisa, na estruturação de uma investigação e na experimentação – etapas que permitem conhecer o mundo, tomar decisões e agir sobre este de forma mais consciente, responsável, cooperante e informada.

É, a partir desta realidade e necessidades inerentes, e do reconhecimento do papel da literacia científica na construção de uma cidadania mais plena e apostada na inclusão social, que nos propomos promover, no nosso Agrupamento, o projeto Há Ciência no Passos!, numa perspetiva horizontal e vertical, interdisciplinar e transdisciplinar, com o envolvimento de múltiplos atores da comunidade educativa e  de diversas entidades parceiras.

O projeto Há Ciência no Passos! divide-se em três eixos de intervenção que se articulam entre si. Abrange alunos do ensino pré-escolar, dos 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, implicando a existência de parcerias formais e informais com diferentes entidades externas

As atividades a desenvolver serão promovidas em todas as escolas que integram o Agrupamento, quer em sala de aula, quer em diversos espaços da escola ou áreas circundantes: pátios, biblioteca, centro de recursos, auditório, laboratórios, horta pedagógica, jardins, parques da cidade, autarquias, museus, entre outros.

Serão ainda desenvolvidas atividades nos espaços das entidades parceiras e realizadas saídas de campo e visitas de estudo com maior alcance geográfico.

Projeto “Nós Propomos”– 2019/2020

A Escola Básica e Secundária Passos Manuel  vai, de novo, participar  neste projeto promovido pelo Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa/IGOT-ULisboa, que já vai na sua 9ª edição.

O projeto envolve escolas de todo o país, continente e ilhas. Está a ser desenvolvido, também, em escolas de outros países, como é o caso de Espanha, Brasil, Peru e Chile.

No ano letivo em curso participam duas turmas: 11ºC – Curso Científico-Humanístico de Línguas e Humanidades e 11ºF – Curso Profissional Técnico de Turismo.

No site – http://nospropomos2016.weebly.com/ – pode  acompanhar o  trabalho que vier a ser realizado durante este ano, bem como o realizado nas edições anteriores .

 

Ver Regulamento e Folheto

Clube da Ciência

O Clube da Ciência pretende ser um espaço aberto de liberdade e criatividade, promovendo o desenvolvimento de competências-chave, tais como pensamento crítico, resolução de problemas, resiliência e comunicação.

As competências-chave e os perfis educativos terão de ser reajuastados às profissões STEM (Science, Technology, Engineering e Mathematics) do futuro.

A forma de funcionamento do clube prevê diferentes modalidades: laboratórios/oficinas em horário fixo e palestras/debates, roteiros/visitas de estudo e workshops em horários a agendar mediante inscrição.

Para saber mais…

Academia UBUNTU

A palavra UBUNTU é uma combinação de duas palavras: “Ntu” que significa “pessoa” e “Ubu”  que significa “tornando-se” .
O método Ubuntu leva ao desenvolvimento central de cinco competências principais, básicas para o desenvolvimento humano: tornar-se uma pessoa. A primeira fase centra-se nas competências pessoais [Autoconhecimento, Autoconfiança e Resiliência ], a segunda fase melhora as competências sociais e relacionais [Empatia e Serviço].

Para saber mais…

Passos… para uma Escola Intercultural

Este projeto, financiado pelo FAMI (Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração), visa envolver toda a comunidade educativa na transformação da escola, assumindo a diversidade intercultural como fonte de aprendizagem e de desenvolvimento pessoal e coletivo. Pode consultá-lo aqui.

Jornal Escolar "EsPassos"

O 1º número saiu no dia 9 de janeiro de 2019 (data do aniversário da Escola e do Agrupamento Passos Manuel).

Este Jornal pretende ser um veículo de divulgação do Projeto Educativo do Agrupamento e promover a elaboração de textos jornalísticos pelos alunos em contextos reais.

Ler a 1ª edição.

Ler a 2ª edição

Ler a 3ª edição

BE/CRE

O Projeto BE/CRE envolve a dinamização das duas bibliotecas escolares do nosso Agrupamento: a Biblioteca Escolar Inês Cosme (EBS Passos Manuel) e a Biblioteca Escolar Helena Vaz da Silva (EB1 das Gaivotas).

As atividades desenvolvidas pelas duas professoras bibliotecárias visam o apoio, de um modo geral, às atividades curriculares dos alunos.  Pretendem, ainda, incentivar a formação de leitores e produtores de conhecimento, a promoção da igualdade de oportunidades no acesso à informação, a promoção da criatividade e do espírito crítico e o desenvolvimento pessoal e autónomo.